A inversão de papéis e a penetração anal masculina na arte de Serpieri

1 visualizações  Enviar por email   Imprimir
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 2,50 de 5)


Tema tabu. Se a maioria dos homens deseja sexo anal, quando chega a “vez deles”, a coisa muda rapidamente de figura. Afinal, “macho que é macho” não deixa que ninguém toque ali…Só tem saída, não tem entrada, é o que afirmam entre risinhos.

penetração anal masculinaMas na prática, será que a penetração anal masculina leva à homossexualidade? Então, por que tantas garotas de programa (GPs) oferecem a penetração a chamada “inversão de papéis”.

 

Mais além dos tabus e preconceitos

A verdade, científica, é que o ânus é uma região extremamente rica em terminações nervosas, podendo levar a um grande prazer sexual. Do mais leve toque com os dedos, chegando à penetração (onde o reto responde com prazer à sensação de preenchimento) o prazer anal é uma realidade…independente de sexo.

No caso dos homens, ele pode ser inclusive mais intenso. O motivo? A próstata, um dos órgãos sexuais masculinos, uma glândula que está do início ao fim envolvida no processo de orgasmo e do prazer masculino. Na linguagem popular, o “fio terra” é a prática de tocar a próstata com o dedo no momento do orgasmo, intensificando estas sensações.

Porém, os tabus da homossexualidade contra qualquer tipo de carícia nesta região tão sensível é vista com preconceito e com receio.

Os homens se abrem à penetração anal

Porém, pouco a pouco uma nova mentalidade vai se instalando. Cada vez mais abertos ao prazer e à sexualidade, inúmeros casais começam a experimentar com a inversão de papéis e descobrem a penetração anal masculina.

Serpieri e a inversão de papéis

O belo desenho do italiano Serpieri, famoso por criar a mais “gostosa” das heroínas dos quadrinhos, Druuna, mostra bem este momento.

Em jogo, mais que o prazer físico da sensibilidade do ânus e do toque na próstata. Na inversão de papéis, é o homem que assume um papel passivo, que se coloca a disposição de sua mulher, para ser dominado, comido. Ela, por outro lado, está em uma posição que séculos e séculos de domínio masculino lhe negaram. É ela que se move, que assume a responsabilidade, que domina.

Para a penetração anal masculina, todos os passos para o sexo anal sem dor valem por igual. Com um porém, como trata-se de vencer um preconceito ainda maior, as etapas de relaxamento e de preparação demandam ainda mais atenção.

Mas falta algo…a cinta

Se o preconceito e o tabu foram superados e se a penetração anal masculina for realmente um desejo do casal, um acessório sexual irá ajudar e muito. Trata-se da cinta, que acoplada a um consolo ou pênis artificial, permite a mulher “vestir” o pênis.

Com a cinta, muitas coisas acontecem. Primeiro, uma maior estabilidade e firmeza para que ela possa movimentar o quadril para frente e para trás, bombando como um homem faria e chegando, portanto, à inversão de papéis. Logo, alguns modelos de cinta permitem que um pequeno vibrador seja colocado no lado de dentro, estimulando o clitóris e levando prazer a a ela também. Modelos mais avançados, possuem pênis artificial duplo, um para “fora” e outro para “dentro”. E os ainda mais sofisticados ejaculam, para uma experiência de inversão completa.

Interessado? Veja um exemplo de cinta para a penetração anal masculina, também chamada de strapon (amarrar, em inglês) ou “calcinha de rola”, no jargão popular.

E para saber mais sobre os desafios da inversão de papéis e sobre o sexo anal masculino, descubra O Segredo…do Sexo Anal.

Comentários

  1. CAROS COLEGAS, COMO DE CONVERCER MINHA ESPSA A PRATICAR SEXO ANAL, ELE SENTE MUITO MEDO E DIZ QUE É NOGENTE, JÁ FIZ DE TUDO PRA CONVECE-LA, MAIS NADA ADIANTOU…
    GOSTARIA DE MAIS ALGUMA DICA QUE AINDA NÃO FIZ…/

  2. jorge da silva diz:

    Sou bissexual e pratico com minha mulher e namoradas a inversão de papéis, sempre utilizamos um penis com a espessura de 4,0 cm e de 16 a 20 cm de comprimento, pois estes são os tamnhos e grossuras ideiaspara a penetração, pelo menos para mim, as vezes só com a penetração, e isso acontece quando sou penetrado por outro homem, chego ao orgamos em segundos, de tanto prazer que sinto, mas o melhor é ser penetrado quando se está sendo penetrando outra pessoa o prazer conseguido não definições, outra forma é ser chupado e penetrado ao mesmo tempo, gozo muito, mas muito mesmo, tentem experimentar para ver como é bom.

  3. No contexto BDSM:
    A inversão de papéis é prática comum na dominação feminina.

    Pode, também, estar inserida no contexto das práticas de feminização, forçada ou não, do submisso.

    • Obrigado Mrs Nefer, fique convidada a participar de nosso blog e esclarecer nossos leitores sobre as práticas de dominação e sobre o mundo BDSM em geral. Acredito que assim como o sexo anal, ainda exista muito preconceito e tabu sobre qualquer prática sexual que não seja “normal”.

      • Fala galera, pois sou Bisexual, não assumido para minha mulher, sempre dava as minha fugidas em Saunas ou ate mesmo buscando prazer com Trans, mas depois de 5 anos juntos, a uma brincadeira começamos no sexo anal, fui com muita calma com ela, pois ela nunca tinha praticado, fui e fui, varios carinhos, lambidas, dedinhos, ate que um dia foi, e hoje ela adora, so que em uma brincadeira e outra fui ao poucos e foi a vez dela, um dia na surpresa ela deu a iniciativa e disse que, como eu gostava de comer o czinho.. dela, ela queria o meu, e logo de cara tive que fazer charminho para não sair de cara que eu ja praticava, e começamos com brincadeira de dedinho, nossa um fio terra com um chupada, (chega a dar arrepios), e logo fomos um sexshop e compramos o primeiro vibrador, e ela brinca comigo, agora estamos procurando uma cinta com estimulador de clitorix, que ela quer assim.
        Se alguem souber achei algumas mas não queria aquele cor de rosa, queria normal.
        Alguem sabe me manda um e-mail gatoemprazer [at] hotmail [dot] com

        Abraços

        • Muito legal sua estória, mas uma pergunta indiscreta, você continua dando suas escapadas?

          Em relação à cinta, nosso parceiro Erosmania tem várias opções. Uma delas é a cinta, para depois usar um vibrador de sua preferência ou que você já tenha:

          http://www.erosmania.com.br/volubile/p.asp?011105A

          Mas navegando na loja, tem vários modelos e cores. Só pedimos que utilize os links acima, para que possamos receber a comissão de indicação da venda, caso compre.

          Um grande abraço, Equipe Volubile Mídia

  4. José João diz:

    CARO ROBSON. PARA A PRÁTICA DO SEXO ANAL NÃO É CONVENCER, MAS SIM, MOSTRÁ-LA QUE É BOM E SAUDÁVE. QUANDO PRATIQUEI SEXO ANAL COMO MINHA ESPOSA PELA PRIMEIRA VEZ, HOUVERAM ANTES, VÁRIOS E VÁRIOS PREPARATIVOS, ATÉ PORQUE A PENETRAÇÃO BRUSCA NO ÂNUS CAUSA DOR INSUPORTÁVEL, VINDO A COLOCAR QUALQUER NOVA TENTATIVA POR ÁGUA A BAIXO. A COISA TEM QUE SER FEITA AOS POUCOS,PRIMEIRO TEMQ UE SE AGIR COMO DESINTERESSADO, OU SEJA, QUANDO FIZER UMA MASSAGEM OU ESTIVER FAZENDO SEXO ORAL DEIXA AMÃOOU A LÍNGUA, ROLAREM DE LEVE O ÂNUS, PASSANDO RENTE AO MESMO, SEM TOCÁ-LO, ISTO, VAI CAUSAR UM TESÃO EMQ UE PESE ELA NÃO ADMITIR, APÓS TENTE DEVAGAR ENFIAR UM DEDO QUANDO ESTIVER FAZENDO MASSAGEM COMO SE ESTIVESSE ESCAPADO ,OU SEJA, “SEM QUERER”, DE ACORDO COM A REAÇÃO DELA VAISA SABER SE ELAVAI DEIXAR IR MAIS FUNDO OU NÃO, A MESMA COISA PODE SER FEITA COM O SEXO ORAL, DEIXAR DESLIZAR ODEDO PRADENTRO DO ANUS. O NEGÓCIO NA REALIDADE TEM QUE DEIXAR ELA SEGURA, QUE SEXO ANAL NÃO DOI E NÃOÉ SUJO, QUE NÃO É PECADO E NÃO CAUSA CULPA, ONDE ACHAMOS QUE HÁ, INCLUSIVE NESTE SITE, UMA SÉRIE DE INFORMAÇÕES PARA DESMITIFICAR O ASSUNTO, ONDE VOCES PODEM LER JUNTOS, A FIM DE CONVENCE-LA MELHOR, UMA DICA IMPORTANTE DE QUANDO FOR FAZER A PRIMEIRA PENETRAÇÃO TEM QUE MUITO CONTROLADA E VARAGAROSA, ATÉ O ANUS SE ACOSTUMAR COM O PENIS, DEPOIS É SÓ ALEGRIA, CLARO QUE AS TRES OU QUATRO VEZES ELA VAI SOFRER UM POUQUINHO, DEPOIS NÃO VAI QUERER DAR 0 CÚ SEMPRE, AS VEZES, DESPREZANDO O VAGINAL,FOI ASSIM QUE ACONTECEU COMO MINHA ESPOSA E COM EU PRÓPRIO,POIS PAGUEI O TROCO,ONDE DEPOIS DE TER SIDO PENETRADA NO ANUS RESOLVEU PENETRAR O MEU, E COMO DIRETOS SÃO IGUAIS, DEIXEI, E IGUALMENTE ATÉ HOJE NÃO PARA DE DAR O CU PARA ELA.

  5. Bom, eu descobri junto com minha namorada o prazer da inversão, nunca tive minha masculinidade diminuída por isso, e ela diz o mesmo, pois muito me excita e logo que acontece comigo em seguida fico numa excitação imensa que descarrego nela, e ela mesmasente o quanto tem prazer. Mas comcerteza não havendo MACHISMO que é muito comum, muitas coisas mudam pra melhor no relacionamento, e só sabe mesmo do que eu to falando quem deixa a contecer e prova dessa experiência…

  6. ja fui praticante,porem minha esposa deixou de gostar,e pode ate ser por conta disto que nos separamos,bem,esta pratica nunca diminui minha masculinidade,tenho 48 anos e se soubesse que seria tao prazeroso,teria insiredo em minha vida antes,caso alguma amiga ai sinta o deseso desta pratica por favor,entre em contato, vanderlei [dot] help [at] gmail [dot] com

    abraços

  7. caros amigos. depois que comecei faser sexo anal que minha mulher me comeu apaixonei de um modo que ela me ama cada dia mais e eu mais ainda eu adoro dar para ela me sinto realisado agora que delicia só de pensar ja fico com tesao.

  8. Gente, adorei as postagens, gosto muito de conversar sobre esse assunto, mas é dificil encontrar alguém aberto para isso, eu queria conhecer mulheres que gostam, trocar experiências, minha ex-namorada fazia algumas coisas em mim, era ótimo, mulheres que quiserem me add ou mandar e-mail: giovan [dot] 69 [at] hotmail [dot] com , fiquem à vontade, só não uso webcam (talvez haja exceção), e add só mulheres, vcs são d+, bjão

  9. Ola amigos sou bi pratico o coito anal a muito tempo tenho 33 anos e desde dos 18 gostava de ficar mexendo no meu anus, com 24 tive minha primeira relação bi adorei e até hoje pratico com alguem que mi interesse, minha ex namorada adorava brincar comigo que em um dia consegui penetra até o puso no meu anus adorei a sensação, depois disso tive experiencias com dois homens fazendo dp em mim adorei tambem! bom adoro inversão e indico qualquer um a praticar com exposas, noivas, namoradas ou ficantes…isso não vai dizer se vc é pouco homen ou muito homen o que importa é o prazer e o momento.

  10. Ola amigos, uma fez uma namorada colocou só o dedo eu gozei mto forte fiquei com vontade de quero mais mas acho q ela só fez aquilo pq já estávamos de pilequinho agora tenho vontade de experimentar novamente mas fico com vergonha de pedir queria experimentar com outro amigo q já tenha mais experiencia com sua mulher.

  11. E muito gostoso fio terra inversão de papéis a minha vida sexual sem penetração anal fica sempre a sensação que falta algo

  12. Eu gostei muito qdo minha namorada colocou o dedo e depois um consolo,queria experimentar com outro homem pra ver se o tesão é o mesmo.otimo esta materia.

  13. A 1ª vez que uma muher enfiou o dedinho em mim, eu tinha 18 anos. Ela era casada e gostava de novinhos. Depois tive algumas namoradinhas que deram umas lambidinhas, passaram os peitinhos arrepiados no meu cuzinho e fizeram eu gozar com o dedinho enterrado em mim. Teve uma, que esfregava a bucetinha, até gozar. Sempre fui magrelo e sem bunda ( além de peluda e feia ). Nunca consegui entender, o porquê minha bunda despertava tesão nas mulheres. Sempre senti muito tesão, qdo elas passavam a mão na minha bunda e chegavam com a língua e os dedinhos perto do meu cuzinho. Mas nem por isso, senti vontade, curiosidade ou tesão por um pinto. Não estou criticando ninguém. Somente estou contando sobre minhas reações e desejos. Hoje, minha esposa põe camisinha nos dedinhos ( 3 dedinhos ), lubrifica com ky e enfia gostoso…..

  14. Eu sou homem deixo rolar penetração só com mulheres não consigo imaginar um cara me enrabando.
    Também não uso vestuario feminino só rola beijo grego e muitas caricias tenho muito tesão por mulher tarada no meu anús.

Deixe seu comentário

Captcha Captcha Reload


Você poderá gostar de:


A lição fundamental que as mulheres podem aprender dos gays sobre sexo anal

Estimulando a próstata: o tabu do fio terra

Meu professor do sexo anal

Como enfrentar o preconceito da dedada?